ISOFLAVONA COMO TERAPIA NO CLIMATÉRIO

Glaucia Botari Siva, Fabiana Gaspar Gonzalez, Celine de Carvalho Furtado

Resumo


O climatério é definido pela Organização Mundial da Saúde como uma fase biológica da vida e não um processo patológico, que compreende a transição entre o período reprodutivo e o não reprodutivo da vida da mulher. Objetivo: Levantar material que aborde o uso das isoflavonas como terapia no climatério.  Trata-se de um estudo de revisão sistemática de artigos acadêmicos sobre o uso da isoflafona como terapia no climatério. Resultados: foram exibidos cinqüenta e dois artigos, apenas quinze artigos passíveis de serem listados e discutidos, pois atenderam o objetivo do presente estudo. De acordo com recentes achados, o uso da isoflavona vem aumentando cada vez mais como terapia complementar na menopausa, porém ainda não existe consenso na literatura sobre eficácia e segurança de sua utilização terapêutica. 


Palavras-chave


Isoflavona, Climatério, Fitoestrogenios

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 30 de novembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.