A IMPORTÂNCIA DO EXAME DE COLANGIORESSONÂNCIA PARA A INVESTIGAÇÃO DE LITÍASE BILIAR.

CLEBER TORRISSO, KARLA ALVES

Resumo


Um amplo espectro de anomalias do sistema biliar é comumente encontrado em avaliações radiológicas. Recentemente, as técnicas de Ressonância Magnética disponíveis permitem a obtenção de imagens corretas e rápidas do ducto biliar com alta resolução espacial.

A Colangioressonância (MRCP) é uma modalidade de imagem não invasiva utilizada para investigação diagnóstica de litíase biliar. Esta técnica é uma alternativa confiável para a Colangiopancreatografia Endoscópica Retrógrada (ERCP).

A MRCP é utilizada com crescente frequência, como uma alternativa não invasiva à ERCP, e os resultados de diagnósticos da Colangioressonância são comparáveis à ERCP e possuem alta precisão em diversas patologias hepatobiliares.

As perspectivas futuras demonstram que a Colangioressonância terá uma participação cada vez maior nestes procedimentos, devido à disponibilidade de sequências mais rápidas, imagens em 3 dimensões, agentes de contraste específicos e estudos funcionais. Com o objetivo de avaliar a importância da Colangioressonância para a investigação diagnóstica de litíase biliar, foi realizada uma revisão bibliográfica com ênfase na utilização da MRCP como alternativa à técnica de Colangiopancreatografia Endoscópica Retrógrada.

Palavras-chave


COLANGIORESSONÂNCIA; LITÍASE BILIAR; DUCTO BILIAR

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 30 de novembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.