A emoção como fator participativo no processo de memória

Paulo Fidalgo Júnior, Cristina Schimidt da Silva

Resumo


Este trabalho procura evidenciar a participação da emoção no processo de memorização e de aprendizagem. Através das pesquisas realizadas por cientistas, desde os séculos passados, até o presente momento, demonstramos que não devemos separar os sistemas cognitivos e os sistemas emocionais. A neurociência foi nosso eixo norteador, guiando-nos pelo sistema nervoso e explicando-nos seu funcionamento. Através dela percebemos que, quando estamos emocionados, os sistema formativos de memória são beneficiados pelo lançamento no sangue de substâncias chamadas neurotransmissores. De maneira semelhante, a memória e a aprendizagem aumentam, quando as palavras utilizadas para a explicação são conhecidas às encontradas na memória do ouvinte. Essa ”ressonância” promove uma maior ativação na rede de comunicação neuronial, aumentando o número de sinapses e, ampliando a formação de novas memórias. A descoberta do circuito do medo, por Joseph LeDoux [1], trouxe a explicação das causas dos transtornos de ansiedade e dos estados pós-traumáticos, revelando que o estresse até certo ponto é benéfico, facilitando a aprendizagem. Porém, passado um certo limite do agente estressor, as conseqüências são contrárias, como a perda de memória, a degeneração dos tecidos e a dificuldade de novas aprendizagens.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 30 de novembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.