ALTERAÇÕES RESPIRATÓRIAS EM INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE PARKINSON

Rodrigo Henrique Ferreira Lopes, Karina Martin Rodrigues Silva, André Benetti da Fonseca Maia

Resumo


A Doença de Parkinson (DP) foi descrita pela primeira vez em 1817 por James Parkinson como uma doença de progressão lenta, perda gradual dos movimentos voluntários, rigidez muscular e tremor. Objetivo: Verificar a associação entre o déficit da função pulmonar e o aumento da perda funcional que interfere nas Atividades de Vida Diária (AVDs) dos pacientes que recebem tratamento no Centro de Parkinson Lotus em Santos (SP). Método: Estudo observacional realizado no Centro de Parkinson Lotus de Santos (SP), onde serão coletados dados pessoais e da função pulmonar através dos testes Espirometria e Manovacuometria. Este consiste na avaliação da força da musculatura inspiratória e expiratória; aquele, na quantidade de ar que entra e sai do pulmão. Os testes serão realizados com os pacientes que concordarem em participar da pesquisa assinando o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e sejam diagnosticados com Doença de Parkinson. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 30 de novembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.