A PRÁTICA DO ENFERMEIRO CLÍNICO NA ASSISTÊNCIA AOS USUÁRIOS DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: SÍNTESE DE EVIDÊNCIAS

Laryssa Denyse de Campos, Renato Ribeiro Nogueira Ferraz

Resumo


Introdução: Com o objetivo de reorganizar o modelo assistencial da atenção básica no Brasil, todavia sem onerar os princípios estabelecidos ao Sistema Único de Saúde (SUS) na constituição de 1988, a Estratégia Saúde da Família (ESF) trouxe uma nova perspectiva na maneira do cuidar da população brasileira com o intuito de garantir a integralidade da assistência. A partir deste novo escopo de assistência na atenção básica, verifica-se uma transformação nos cuidados prestados pelo enfermeiro, configurando-se sobretudo em uma holística clínica abordando o bio-psico-sócio-espiritual dos usuários da ESF. Objetivo: Evidenciar a prática clínica do enfermeiro na assistência aos usuários da ESF. Método: Trata-se de uma revisão da literatura com foco na síntese de evidências. A busca por referencial foi realizada em setembro de 2015, utilizando-se uma ferramenta computacional denominada Publish or Perish, que leva em consideração o fator de impacto e índice h dos estudos disponíveis em todas as bases de dados, tomando por base a ferramenta de busca Google Acadêmico. Os critérios de inclusão foram os seguintes: artigos publicados no período de 2000 a 2015, e que identificassem a assistência clínica do enfermeiro na ESF. Foram excluídos da amostra materiais informativos, e-books parciais e artigos que não contemplassem a temática deste estudo. A estratégia de busca na ferramenta foi a seguinte: Assistência de enfermagem and estratégia saúde da família; atencíon de enfermería and estratégia de salud familiar; nursing care and family health strategy. Resultados: O término da revisão de literatura ocorreu em 14 de setembro de 2015. Foram encontrados um total de 270 artigos com fator de impacto e índice h acima de 34 citações. Destes, apenas 6 artigos foram selecionados, onde cento e oitenta e sete não atendiam a temática deste estudo e setenta e nove encontravam-se disponíveis em formato de e-books parciais. Síntese De Evidencias: Foi possível observar que a assistência do enfermeiro inserido na ESF mostra-se de suma importância, já que este profissional tem a competência de abranger a esfera bio-psico-sócio-espiritual, assim como proporcionar o fortalecimento da estratégia, contribuindo muito para a promoção da saúde e qualidade de vida, prevenção de doenças e reabilitação dos usuários da ESF e do SUS. 


Texto completo:

PDF

Referências


BACKES, Dirce Stein et al. O papel profissional do enfermeiro no Sistema Único de Saúde: da saúde comunitária à estratégia de saúde da família. Ciênc. Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 17, n. 1, p. 223-230, 2012.

BRASIL. Ministério da Saúde. Politica Nacional de Atenção Básica: Das responsabilidades. Brasília, 2012. 114 p. (E. Legislação em saúde). Disponível em: . Acesso em: 01 de agosto 2014.

CAMPOS, Roseli Márcia Crozariol et al. Consulta de enfermagem em puericultura: a vivência do enfermeiro na Estratégia de Saúde da Família. Rev. Esc. Enferm. USP, São Paulo, v. 45, n. 3, p.566-574, 2011.

CONSELHO FEDERAL DE ENFERMAGEM (COFEN). Resolução COFEN - 358/2009: Resolução COFEN - 358/2009. Brasília: 2009. Disponível em: . Acesso em: 06 jul. 2015.

FRAM, Dayana; MARIN, Camila Manuela; BARBOSA, Dulce. Avaliação da Necessidade da Revisão Sistemática e a Pergunta do Estudo. In: BARBOSA, Dulce et al (Ed.). Enfermagem Baseada em Evidências. São Paulo: Atheneu, 2014. Cap. 3. p. 21-28.

MENEZES, Silvia Regina Tamae; PRIEL, Margareth Rose; PEREIRA, Luciane Lucio. Autonomia e vulnerabilidade do enfermeiro na prática da Sistematização da Assistência de Enfermagem. Rev. esc. Enferm. USP, São Paulo, v. 45, n. 4, p. 953-958, 2011.

RIBEIRO, Laiane Medeiros et al. Saúde mental e enfermagem na estratégia saúde da família: como estão atuando os enfermeiros? Rev. Esc. Enferm. USP, São Paulo, v. 44, n. 2, p. 376-382, 2010.

SPRICIGO, Jonas Salomão; ALENCASTRE, Marcia Bucchi. O enfermeiro de unidade básica de saúde e o usuário de drogas – um estudo em Biguaçu - SC. Rev Latino-am Enfermagem, Ribeirão Preto, v. especial, n. 12, p. 427-432, 2004.

VICTOR, Janaína Fonseca et al. Grupo Feliz Idade: cuidado de enfermagem para a promoção da saúde na terceira idade. Rev. Esc. Enferm. USP, São Paulo, v. 41, n. 4, p. 724-730,


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 30 de novembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.