PROJETO RONDON: OPERAÇÃO GUARARAPES NO MUNICÍPIO DE CAAPORÃ (PB)

Olívia Rosa Barreto Teotonio, Anegreice Valério, Cristina Zaia Nogueira Ramos, Camila Di Francesco Cocitta, Daniel Fernandes Soares, Ketheryn Sales Rodrigues, Luan Silva de Oliveira, Nicolas Kuntz Hannickel Ferreira, Paloma Torres Godinho Secomandi, Raíssa dos Santos

Resumo


O desbravador Marechal Rondon reconhecido pela sua luta a favor dos índios, "Morrer, se

preciso for; matar, nunca!", era seu lema, foi inspirador do o Projeto Rondon, com o qual foi

homenageado. A primeira operação ocorreu em 1967, com o apoio do Governo Federal, sendo

extinto em 1989. Em 2005, surgiu com um novo formato, com a coordenação com o Ministério da

Defesa, o Rondon já levou mais de 17.300 rondonistas a cerca de 800 municípios.

O Projeto Rondon tem como objetivos principais: contribuir para a formação do universitário

como cidadão; integrar o universitário ao processo de desenvolvimento nacional e o sentido de

responsabilidade social, coletiva, em prol da cidadania, do desenvolvimento e da defesa dos

interesses nacionais e estimular no universitário a produção de projetos coletivos locais.

Em julho de 2014, a Operação Guararapes atendeu mais de 20 municípios de Alagoas, Paraíba e

Pernambuco.

A ida a cidade de Caaporã – PB, ocorreu graças ao apoio do Ministério da Defesa, do Centro

Universitário Lusíada e da Prefeitura da cidade. A equipe de rondonistas foi composta

pelo conjunto A (Saúde, Educação, Cultura, Direitos Humanos e Justiça) e pelo conjunto B

(Comunicação, Meio Ambiente, Trabalho, Tecnologia e Produção).

Nosso projeto contemplou o conjunto A, focamos o cronograma nos problemas regionais e na

viagem precursora pudemos contemplar ainda mais as mazelas da cidade. As mais diversas

atividades foram desenvolvidas, entre elas, conseguimos criar a “Semana da Esquistossomose”,

baseado no contato com a população e com o local, juntamente com o apoio do prefeito, primeira-
dama, Secretária da Educação e da Saúde.

Além disso, na área da cultura, conseguimos resgatar o “Cinema na Praça”, unindo a população

e as secretarias da Cultura e Educação, prestigiando cinema nacional ao valorizar a identidade

regional e nacional. Na atividade “Show de Talentos”, foi possível conhecer novos nomes da

cultura local.

Na área da Saúde, capacitamos os agentes comunitários nos assuntos mais rotineiros: Saúde

da família, Doenças Endêmicas, Doenças Crônicas e Alimentação, Saúde do Idoso, entre outros.

E para a população realizamos o curso de “Primeiros Socorros”, inclusive com o uso de bonecos

levados desta Instituição de Ensino Superior.

Os rondonistas que saíram de Santos, não foram os mesmos que voltaram, pois ao colocar em

prática, todo o conhecimento teórico adquirido na universidade, juntamente com a formação

emocional, cultural e profissional, tornaram-nos mais humanos, dedicados ao próximo.

Resumidos no lema do Projeto Rondon: “Lição de vida e cidadania”.

Com o fim da expedição, os relatos revelaram o impacto que tal projeto proporciona a cada

um dos membros, a sensação de dever cumprido, além do esperado e do sentimento de ter

aprendido muito mais do que ter ensinado.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 30 de novembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.