ATIVIDADE ANTIBACTERIANA DIRETA E COMBINADA DO EXTRATO ETANÓLICO DE ALOE VERA (BABOSA)

Carolinne Alves Oliveira Souza, Dárcio Luiz de Sousa Júnior, Maria de Fátima Guedes Monteiro, Pedro Everson Alexandre de Aquino, Cícero Roberto Nascimento Saraiva, Maria Karollyna do Nascimento Silva Leandro, Rakel Olinda Macedo da Silva, Lívia Maria Garcia Leandro

Resumo


Aloe vera, popularmente conhecida no Brasil como babosa, e uma planta da família Xanthorrhoeaceae, encontrada em regiões tropicais, há muito tempo utilizada em várias partes do mundo para fins medicinais e cosméticos. Este trabalho teve como objetivo avaliar a atividade antibacteriana direta e combinada do extrato etanólico de folhas de Aloe vera contra bactérias Gram-positivas padrão e multirresistentes (Staphylococcus aureus) e Gram-negativas (Escherichia coli e Pseudomonas aeruginosa). Foi realizada prospecção fitoquímica preliminar do extrato. A concentração inibitória mínima (CIM) do extrato e a atividade combinada foram determinadas por microdiluição em caldo. Os testes fitoquímicos detectaram a presença de alguns compostos fenólicos e saponinas. As CIMs do extrato para as cepas padrão de E. coli, P. aeruginosa e S. aureus foram 64 µg / mL, 128 µg / mL e ≥1024 µg / mL, respectivamente. Em contraste, as cepas multirresistentes foram 512 µg / mL para EC06 e ≥1024 µg / mL para PA31 e SA10. O extrato de Aloe vera mostrou potencial antibacteriano direto e combinado com aminoglicosídeos clinicamente relevantes para todas as cepas bacterianas estudadas. Portanto, deve-se destacar que outros estudos devem ser realizados na tentativa de estimular a investigação da aplicação deste produto natural de forma isolada ou em combinação com outras drogas de forma segura, além de realizar outros métodos de extração utilizando solventes com outras polaridades e também avaliando o potencial antibacteriano contra outras bactérias.

DIRECT AND COMBINED ANTIBACTERIAL ACTIVITY OF ETHANOLIC EXTRACT OF ALOE VERA (BABOSA)

Aloe vera, popularly known in Brazil as babosa, and a plant of the family Xanthorrhoeaceae, found in tropical regions, used for a long time in several parts of the world for medicinal and cosmetic purposes. This work aimed to evaluate the direct and combined antibacterial activity of the ethanolic extract of Aloe vera leaves against standard and multi-resistant Gram-positive (Staphylococcus aureus) and Gram-negative (Escherichia coli and Pseudomonas aeruginosa) bacteria. Preliminary phytochemical prospecting of the extract was carried out. The minimum inhibitory concentration (MIC) of the extract and the combined activity were determined by microdilution in broth. Phytochemical tests detected the presence of some phenolic compounds and saponins. The extract MICs for the standard strains of E. coli, P. aeruginosa and S. aureus were 64 µg / mL, 128 µg / mL and ≥1024 µg / mL, respectively. In contrast, multidrug-resistant strains were 512 µg / mL for EC06 and ≥1024 µg / mL for PA31 and SA10. The Aloe vera extract showed direct antibacterial potential and combined with clinically relevant aminoglycosides for all studied bacterial strains. Therefore, it should be noted that other studies should be carried out in an attempt to stimulate the investigation of the application of this natural product in isolation or in combination with other drugs safely, in addition to performing other extraction methods using solvents with other polarities and also assessing the potential antibacterial against other bacteria.


Palavras-chave


ação antibacteriana, produtos naturais, sinergismo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 15 de dezembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.