RESISTÊNCIA DA ÁGUA E FADIGA NA DISTROFIA MUSCULAR DE DUCHENNE (DMD): UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

Juliana Cristina Silva Chinen, Clarissa de Almeida Chiapetta, Rita de Cassia Caramez Saraiva Santos, Priscilla Lanzillotta

Resumo


Introdução: A distrofia muscular de Duchenne (DMD) é uma doença hereditária progressiva que possui herança recessiva ligada ao cromossomo X. O defeito está localizado no cromossomo Xp21, resultando em uma falta do gene que produz a distrofina, cuja função é manter a integridade da fibra muscular. As manifestações clínicas são percebidas na infância, a partir do terceiro ano de vida. As alterações funcionais iniciam-se com o enfraquecimento muscular, e progridem até a segunda década de vida levando o paciente a óbito antes da terceira década provavelmente. A hidroterapia por sua vez tem sido um recurso fisioterapêutico utilizado, onde as técnicas desse modelo de tratamento baseiam-se em conceitos de fisiologia da imersão, utilizando as propriedades físicas da água como o empuxo, a pressão hidrostática, a turbulência e a densidade. Objetivo: Avaliar a presença de fadiga e outros efeitos negativos pós-tratamento de hidroterapia em pacientes portadores de DMD. Metodologia: Trata-se de uma revisão de literatura com estudos entre o ano de 2000 até o presente ano de 2019. Resultados: Foram encontrados em média 15 artigos que descreveram as terapias na água. Selecionamos 4 artigos que apresentaram alguma piora no tratamento com hidroterapia para execução deste estudo. Conclusão: A literatura aponta a presença de fadiga, perda de mobilidade e piora nas atividades de vida diária pós-tratamento de hidroterapia em pacientes portadores de DMD. Assim, há necessidade de mais estudos e pesquisas para embasar a confiabilidade da fisioterapia aquática nessa população.

WATER AND FATIGUE RESISTANCE IN DUCHENNE MUSCULAR DISTROPHY (DMD): A BIBLIOGRAPHIC REVIEW

Introduction: Duchenne muscular dystrophy (DMD) is a progressive hereditary disease that has a recessive inheritance linked to the X chromosome. The defect is located on the Xp21 chromosome, resulting in a lack of the gene that produces dystrophin, whose function is to maintain the integrity of the muscle fiber. The clinical manifestations are perceived in childhood, from the third year of life. Functional alterations begin with muscle weakening, and progress until the second decade of life, leading the patient to death before the third decade, probably. Hydrotherapy, in turn, has been a physiotherapeutic resource used, where the techniques of this treatment model are based on concepts of immersion physiology, using the physical properties of water such as thrust, hydrostatic pressure, turbulence and density. Objective: To evaluate the presence of fatigue and other negative effects after hydrotherapy treatment in patients with DMD. Methodology: This is a literature review with studies from 2000 to 2019. Results: An average of 15 articles were found that described water therapies. We selected 4 articles that presented some worsening in the treatment with hydrotherapy to perform this study. Conclusion: The literature indicates the presence of fatigue, loss of mobility and worsening in daily life activities after hydrotherapy treatment in patients with DMD. Thus, there is a need for further studies and research to support the reliability of aquatic physiotherapy in this population.


Palavras-chave


distrofia muscular de duchenne; hidroterapia; terapia aquática; fadiga

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 15 de dezembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.