AVALIAÇÃO DA DOR NEONATAL PELA EQUIPE DE ENFERMAGEM: REVISÃO SISTEMÁTICA DE LITERATURA

Marco Antônio Gomes Silva, Glicia Luize de Melo Santos

Resumo


A dor é classificada como o quinto sinal vital, um dos sintomas mais comuns na prática clínica. Estudos revelam que a dor deixa de ser apenas um sintoma e passa a significar um estado patológico do individuo. A dificuldade de mensuração e avaliação no neonato constitui-se no maior obstáculo ao tratamento adequado deste sinal vital na área da assistência. Para identificar o processo de avaliação da dor neonatal, faz-se uma pesquisa de revisão sistemática de literatura de forma descritiva, onde procurou identificar os mecanismos fisiológicos e descrever os instrumentos utilizados na avaliação, com o recorte temporal de 2006 a 2016. A pesquisa mostra que a utilização de escalas de avaliação reduz a possibilidade de interpretação erronia no neonato. É através do resultado destas escalas que irá se traçar a melhor forma terapêutica da dor no lactente pré-verbal.

EVALUATION OF NEONATAL PAIN BY THE NURSING TEAM: SYSTEMATIC REVIEW OF LITERATURE

Pain is classified as the fifth vital sign, one of the most common symptoms in clinical practice. Studies show that pain is not just a symptom and came to mean a condition of the individual. The difficulty of measurement and evaluation in the neonate constitutes the greatest obstacle to the proper treatment of this vital sign in the area of health care. To identify the process for assessing neonatal pain, it is a systematic review of research literature in a descriptive manner, which sought to identify the physiological mechanisms and describe the instruments used in the evaluation, with the time frame of 2006 to 2016. The research shows the use of assessment scales reduces the possibility of interpreting erronia neonates. It is through the results of these scales that will draw the best therapeutic form of pain in preverbal infants. 


Palavras-chave


dor neonatal; equipe de enfermagem; avaliação da dor

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 30 de novembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.