BLACK CARD E OS SIGNIFICADOS DE SEU CONSUMO QUE EXTRAPOLAM OS ATRIBUTOS FUNCIONAIS

Marcela Bortotti Favero, Rafael Thiago Cezarin

Resumo


A história do produto cartões de banco destaca normalmente atributos funcionais, como praticidade e segurança. Em contrapartida, este trabalho tem o objetivo de apresentar o consumo de cartões de banco através da teoria de consumo como ato simbólico, destacando os significados gerados através da relação sujeito e objeto, como: status, poder econômico e modernidade; esses significados são expressos pelas cores, grafias e publicidades dos cartões. Além disso, o trabalho propõe que esses valores simbólicos são mediados pelas agências bancárias, pois estas restringem o poder de escolha do consumidor, tornando alguns cartões exclusivos de grupos mais seletos.

BLACK CARD AND THE MEANINGS OF ITS CONSUMPTION THAT EXTRAPOLATE THE FUNCTIONAL ATTRIBUTES

The history of bank card products typically highlights functional attributes such as practicality and security. In contrast, this paper aims to present the consumption of bank cards through consumption theory as a symbolic act, highlighting the meanings generated through the subject and object relationship, such as: status, economic power and modernity; these meanings are expressed by the colors, graphics and advertising of the cards. In addition, the paper proposes that these symbolic values are mediated by the banking agencies, as they restrict the consumer's power of choice, making some cards unique to more select groups.


Palavras-chave


cartões de crédito; consumo simbólico; significados do consumo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista UNILUS Ensino e Pesquisa - RUEP

ISSN (impresso): 1807-8850
ISSN (eletrônico): 2318-2083

Periodicidade: Trimestral

Primeiro trimestre, jan./mar., limite para publicar a edição - 31 de maio
Segundo trimestre, abr./jun., limite para publicar a edição - 31 de agosto
Terceiro trimestre, jul./set., limite para publicar a edição - 30 de novembro
Quarto trimestre, out./dez., limite para publicar a edição - 31 de março

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Indexadores

 

Estatística de Acesso à RUEP

Monitorado desde 22 de novembro de 2016.